O QUE É QUALIDADE DE VIDA?

O que é qualidade de vida?

Apesar de ser um conceito difícil de explicar, a maioria das pessoas percebe intuitivamente o que é qualidade de vida. Ou seja, embora o significado de qualidade de vida não seja, por vezes, óbvio para algumas pessoas, a sua noção é clara para toda a gente. A maioria das pessoas relaciona a qualidade de vida com o “sentir-se bem”. De facto, esta noção de qualidade de vida vai de encontro aos principais fatores que a influenciam, como veremos adiante, que são a saúde, o trabalho e o meio ambiente.

Mas afinal, o que é ter qualidade de vida? Se a resposta a esta questão é importante, certamente aquilo que todos procuramos e que iremos abordar ao longo deste artigo será a pergunta fulcral: como melhorar a qualidade de vida?

Conceito de qualidade de vida

conceito de qualidade de vida é muito abrangente, compreende não só a saúde física como o estado psicológico, o nível de independência, as relações sociais em casa, na escola e no trabalho e até a sua relação com o meio ambiente. De facto, existem naturalmente outros fatores que a influenciam, mas comecemos por ver o que significa qualidade de vida, para a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O conceito de qualidade de vida está diretamente associado à auto-estima e ao bem-estar pessoal e compreende vários aspetos, nomeadamente, a capacidade funcional, o nível socio-económico, o estado emocional, a interação social, a atividade intelectual, o autocuidado, o suporte familiar, o estado de saúde, os valores culturais, éticos e religiosos, o estilo de vida, a satisfação com o emprego e/ou com atividades diárias e o ambiente em que se vive.

Qualidade de vida – definição

Para a OMS, a definição de qualidade de vida é a “a percepção que um indivíduo tem sobre a sua posição na vida, dentro do contexto dos sistemas de cultura e valores nos quais está inserido e em relação aos seus objectivos, expectativas, padrões e preocupações”. Trata-se de uma definição que contempla a influência da saúde física e psicológica, nível de independência, relações sociais, crenças pessoais e das suas relações com características inerentes ao respetivo meio na avaliação subjectiva da qualidade de vida individual. Neste sentido, poderemos afirmar que a qualidade de vida é definida como a “satisfação do indivíduo no que diz respeito à sua vida quotidiana”.

Não devemos confundir qualidade de vida com padrão de vida. Muitas pessoas têm uma errada noção de qualidade de vida, confundindo os termos. Padrão de vida é uma medida que calcula a qualidade e quantidade de bens e serviços disponíveis.

Qualidade de vida e saúde

Qualidade de vida e saúde são termos indissociáveis. A Qualidade de vida surge, de tal forma, associada à saúde que muitos autores não as distinguem uma da outra. Para eles saúde e qualidade de vida são a mesma coisa. De facto, a saúde não é o único fator que influencia a nossa qualidade de vida, contudo ela tem uma importância fulcral.

Geralmente, saúde e qualidade de vida são dois temas muito relacionados, uma vez que a saúde contribui para melhorar a qualidade de vida dos indivíduos e esta é fundamental para que um indivíduo ou comunidade tenha saúde. Mas não significa apenas saúde física e mental, mas sim que essas pessoas estejam de bem não só com elas próprias, mas também com a vida, com as pessoas que as cercam, enfim, ter qualidade de vida é estar em harmonia com vários factores.

No que diz respeito à saúde, a qualidade de vida é, muitas vezes, considerada em termos de como ela pode ser afetada de forma negativa, ou seja, a ocorrência de uma doença debilitante que não constitui risco de vida, uma doença que constitui risco de vida, o declínio natural da saúde de uma pessoa idosa, o declínio mental, processos de doenças crónicas, etc. Todas estas situações são castradoras da nossa qualidade de vida.

Neste sentido, uma vida saudável tem um profundo impacto na qualidade de vida das pessoas.

Qualidade de vida e saúde física

saúde física afeta, obviamente, a nossa qualidade de vida. Por exemplo, existe uma relação entre atividade física, a melhoria da condição de saúde e a qualidade de vida. Da mesma forma, existe uma relação ente uma correta alimentação e a qualidade de vida. A qualidade de vida e alimentação saudável são conceitos que estão estritamente relacionados. Ter uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental para o bem-estar do indivíduo. Quando o organismo recebe as quantidades ideais de nutrientes e vitaminas de que precisa, a sua saúde física melhora e consequentemente aumenta a qualidade de vida.

Em resumo, se conseguirmos melhorar a nossa condição de saúde física rumo a uma vida mais saudável, através de uma correta promoção da saúde, então conseguiremos melhorar a nossa qualidade de vida.

Qualidade de vida e saúde mental

O conceito de qualidade de vida tem vindo a ganhar, cada vez mais, uma importância crescente no domínio da saúde mental e dos cuidados de saúde, aumentando a sua importância no discurso e prática médica.

Não é por acaso que a definição dada pela OMS para saúde é ampla. Ela define-a como “o estado de completo bem-estar físico e mental”. Muitas vezes, algumas pessoas ao pensar em saúde e qualidade de vida deixam de lado a saúde mental.

Contudo, a saúde mental possui, hoje, uma enorme importância. Assistimos ao aumento dos casos de stress crónico e burnout, ansiedade e depressão para além de tantos outros problemas psicológicos e emocionais.

Uma pessoa com a saúde mental debilitada, deprimida, por exemplo, tem grande dificuldade em manter relacionamentos amorosos, desempenhar as funções no trabalho e até mesmo educar os filhos. Uma pessoa com problemas emocionais pode influenciar todos os membros da família. Uma pessoa com a saúde mental afetada está mais propensa à dependência de drogas e de álcool, a contrair doenças infeciosas, desenvolver alergias, doenças auto-imunes, etc. Existem, no entanto, muitas outras consequências nefastas quando descuramos a saúde e o bem-estar mental e emocional.

Cuidar da saúde mental é muito mais simples do que parece, basta manter boas relações com as pessoas que nos rodeiam, ter uma vida amorosa satisfatória, não remoer problemas passados, não ser demasiado exigente consigo mesmo, perdoar-se e perdoar o próximo, rir sempre que puder, chorar quando precisar e amar. Se sentir dificuldades em fazer isto, é melhor procurar ajuda de um profissional.

Estar com boa saúde mental é estar em equilíbrio com o seu mundo interior e com o mundo que o rodeia, é estar em paz consigo mesmo e com os outros.

Stress e qualidade de vida

stress é na atualidade um grave problema com inquestionáveis implicações na qualidade de vida. Os problemas serão mais intensos dependendo do nível de stress a que o individuo está sujeito, das causasque lhe deram origem e dos sintomas percecionados.

Meio ambiente e qualidade de vida

meio ambiente traz vários benefícios ao homem, sendo que um deles é, sem dúvida, melhorar a sua qualidade de vida. A qualidade de vida e meio ambiente são, por isso também, dois termos indissociáveis.

O meio ambiente diz respeito a tudo o que nos rodeia, logo a nossa qualidade de vida está diretamente associada à qualidade do meio ambiente envolvente. Deste modo, a preservação do meio ambiente são um importante fator para aumentar a qualidade de vida das pessoas.

A título de exemplo, imagine uma cidade com muito lixo, muita poluição e sem espaços verdes. Certamente que serão fatores, por um lado, suscetíveis de causar doenças e por outro, não produzem sentimentos de bem-estar nas pessoas. Um praticante de atividade física, por exemplo, quando opta por fazê-lo num espaço verde, une os benefícios do exercício físico a um local de ar puro, tornando a sua atividade muito mais agradável e saudável. Uma pessoa quando realiza uma massagem e pode usufruir simultaneamente dos sons da natureza, consegue tirar ainda mais proveito do seu momento de relaxamento.

Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente

Hoje mais do que nunca, notamos que há uma preocupação crescente com o homem para que este tenha uma vida com qualidade.

Entre vários outros factores é preciso preservar e respeitar o meio ambiente para garantirmos a nossa qualidade de vida, para isso, devemos ter atitudes mais assertivas e protetoras, no sentido de tornarmos o nosso habitat melhor tanto para nós como para as gerações vindouras.

É, sobretudo, quando falamos sobre o meio ambiente que vamos tomar consciência de que somos organismos vivos que se encontram em harmonia com a natureza. A nossa qualidade de vida depende do estado em que o meio ambiente se encontra, ou seja, precisamos de ar, água, alimentos, elementos essenciais para a sobrevivência, daí ser fundamental um meio ambiente ecologicamente equilibrado e que garantamos a sua sustentabilidade.

Desta forma, a qualidade de vida depende da qualidade do ambiente, além disso, ela não quer dizer quantidade de vida, devendo, pois, haver um destaque para a valorização e sentido da existência, que deve ter em conta as necessidades de que todos os seres humanos sentem para viver condignamente.

Também não se pode falar de saúde desvinculada do meio ambiente, pois sempre que se melhorar o ambiente estar-se-á a proteger a saúde física e mental do homem.

Qualidade de vida no trabalho

Não é por acaso que muitas empresas e organizações revelam preocupação, hoje em dia, com a qualidade de vida no trabalho. Como sabemos é no trabalho que passamos muito do nosso tempo. Muitas vezes, estamos mais tempo em contacto com os colegas de trabalho do que até com a nossa própria família. Por estes motivos, a qualidade de vida no trabalho, passou a ser vista como fundamental nos tempos modernos. Quando nos referimos a trabalho, referimo-nos às atividades desenvolvidas nas empresas, organizações, na escola, etc.

qualidade de vida do trabalhador, geralmente, é observada tendo em conta a qualidade de vida nas empresas e a sua produtividade, mas também em aspetos da vida do trabalhador não diretamente ligados ao seu trabalho. Não obstante, algumas polémicas recentes usam a terminologia “qualidade de vida do trabalhador” deixando claro que a qualidade de vida não se limita somente ao local e ao momento do trabalho, mas também à relação com vários outros aspectos, designadamente, a satisfação pessoal, o relacionamento familiar, as oportunidades de lazer, etc.

O que é qualidade de vida no trabalho?

Quando falamos em qualidade de vida no trabalho queremos com isso referirmo-nos aos benefícios e malefícios do ambiente de trabalho para o indivíduo. O objetivo é desenvolver ambientes de trabalho que sejam tão favoráveis tanto para o indivíduo como para a saúde económica da organização.

Conceito de qualidade de vida no trabalho

Como vimos, qualidade de vida é uma expressão que se refere às condições de vida do homem, em vários âmbitos, nomeadamente, o bem-estar físico, mental, psicológico e emocional, relacionamentos sociais, como família e amigos e também saúde, educação e outros aspetos que influenciam a vida humana. O conceito de qualidade de vida no trabalho refere-se a estas condições no local do trabalho, muitas vezes, também referida como qualidade de vida nas empresas.

Importância da qualidade de vida no trabalho

importância da qualidade de vida no trabalho é crescente no atual contexto económico e social, tendo em conta a relevância que o emprego representa na vida das pessoas e o quanto um bom ambiente organizacional pode ser útil na gestão das pessoas e na melhoria da produtividade das empresas e organizações.

Torna-se claro, que não se pode dissociar o lado humano do lado profissional, uma vez que o homem é provido de competências e capacidades individuais que podem ser alteradas em virtude das condições do meio em que está inserido.

Neste sentido, com o passar dos tempos, as empresas começaram a refletir sobre o bem-estar dos seus colaboradores e a produtividade individual de cada um.
Perante esta nova realidade, o termo qualidade de vida no trabalho começou a ser debatido e implementado nas organizações. Estas medidas tinham como objetivo melhorar a qualidade de vida no trabalho, fundamentalmente, da saúde física e mental dos seus colaboradores.

O termo qualidade de vida nas empresas começou a ser visto como um agente de melhoria na gestão de pessoas, pois colaboradores motivados e saudáveis estão estritamente relacionados com a melhoria no ambiente de trabalho e consequentemente com a produtividade.

Atualmente, os profissionais que se encontram no mercado de trabalho, procuram mais do que um bom salário e benefícios, procuram também um ambiente de trabalho humanizado e adequado. Se o trabalhador sentir conforto e bem- estar no local de trabalho, sentir-se-á motivado, melhorando a sua produtividade.

Trabalho – saúde física e mental

A alteração dos estilos de vida, alterações no mercado de trabalho e dos tempos livres são fatores que têm um forte impacto na saúde das pessoas. O trabalho e os tempos livres deveriam ser uma fonte de saúde para as populações. A maneira como a sociedade organiza o trabalho deveria ajudar a criar uma sociedade saudável. A promoção da saúde gera condições de vida e de trabalho seguras, estimulantes, satisfatórias e agradáveis, melhorando a qualidade de vida no trabalho e nas empresas.

Infelizmente, todos sabemos que nem sempre é assim. As mudanças a que a sociedade tem estado sujeita, passaram a exigir do indivíduo uma grande capacidade de adaptação física, mental e social. Competitividade, pressão para obter resultados, acumulação de informações e tarefas decorrentes de um mundo cada vez mais globalizado, falta de tempo para o lazer, entre outros fatores, pautam o mundo moderno e acarretam, inevitavelmente, consequências.

A saúde mental conduz a vários tipos de alterações, nomeadamente, do funcionamento da rotina diária, capacidade para trabalhar, qualidade de vida no trabalho, desempenho de papéis familiares e sociais e com o envolvimento em atividades de lazer. Em virtude do seu diagnóstico, dos seus tratamentos prolongados e da incerteza do prognóstico, a doença mental constitui-se como um risco para a qualidade de vida do trabalhador e de quem o rodeia.

O trabalho é uma das principais causas de stress na atualidade. O stress, por sua vez, exerce uma influência direta no desempenho profissional e na produtividade.

O stress crónico tende a desencadear problemas psicossociais intensos. Por estes motivos é que o stress e qualidade de vida no trabalho são conceitos tão presentes no quotidiano dos trabalhadores.

Programas de qualidade de vida no trabalho

Pelos motivos apresentados, as empresas apercebem-se, cada vez mais, da importância da qualidade de vida no trabalho e da sua relação com a produtividade. Por isto, tendem a implementar programas de qualidade de vida no trabalho, que visam melhorar as condições dos trabalhadores.

Estes programas consistem em ações levadas a cabo pela empresa, que passam pela implantação de melhorias e inovações tanto ao nível da gestão, como alterações de índole tecnológica ou outras no ambiente de trabalho. Por exemplo, melhorando a ergonomia, melhorando as condições climáticas, estimulando um melhor relacionamento interpessoal, facultando condições relacionadas com a assistência à saúde e aos filhos, etc. A qualidade de vida nas organizações pode ser francamente melhorada se estas medidas forem bem desenhadas e implementadas.

Tal como no aspeto pessoal, a qualidade de vida no trabalho é essencial para o desenvolvimento dos colaboradores, tanto dentro como fora do ambiente da empresa. Neste sentido, é importante salientar o papel social das organizações também na formação de cidadãos mais conscientes de seu papel na sociedade.

Dicas de qualidade de vida no trabalho

A atitude dos trabalhadores de uma forma individual também possui um forte impacto na qualidade de vida e ambiente de trabalho. Veja, de seguida, algumas dicas para melhorar a qualidade de vida no trabalho:

  • Foco – Um profissional focado e comprometido com seu trabalho sofre menos interferências negativas do ambiente;

  • Afaste-se das “fofocas” – Conversas fúteis sobre a vida dos colegas e superiores só alimenta um ambiente hostil. Afaste-se delas e procure eliminar esta conduta do seu dia-a-dia;

  • Aprenda a trabalhar em equipa – O trabalho em equipa é uma das principais habilidades exigidas pelas empresas. Colabore com seus colegas e aprenda com eles também;

  • Cumpra prazos e horários – Cumprir as suas tarefas com qualidade e dentro dos prazos evita stress desnecessário e melhora o seu desempenho, evitando que venha a ser questionado sobre o mesmo.

  • Cultive bons relacionamentos – Mantenha boas relações interpessoais com seus colegas e superiores. Isso torna o ambiente melhor e mais saudável.

Qualidade de vida na terceira idade 

A qualidade de vida não se esgota no tempo. Muitas pessoas estão preocupadas e questionam-se sobre a melhor forma de ter uma boa qualidade de vida, no presente. Contudo, a qualidade de vida deve também ser encarada como um objetivo futuro e duradouro. A longevidade é cada vez maior, porém por vezes com uma qualidade de vida reduzida. Muitos tratamentos médicos permitem-nos melhorar a nossa condição de saúde, contudo muitas vezes à custa de terapêuticas que nos debilitam e reduzem a qualidade de vida.

Devemos, pois, procurar uma boa qualidade de vida em todas as fases da nossa vida, cientes de que é no idoso que, muitas vezes, observamos os maiores problemas.

As opções que fazemos ao longo da vida, como o tipo de alimentação, o exercício físico, as condições de trabalho, o meio ambiente em que vivemos, etc são tudo fatores que irão influenciar não só a nossa longevidade e saúde, como também a nossa qualidade de vida atual e futura.

Perante as alterações demográficas que se começaram a verificar, no último século, e que nos mostram uma população cada vez mais envelhecida, torna-se imperioso proporcionar aos idosos não só uma sobrevida maior, mas também uma boa qualidade de vida.

Mediante a subjetividade que o conceito de qualidade de vida do idoso acarreta, torna-se necessário orientar as políticas para um envelhecimento bem sucedido, o que para a maioria dos idosos, está relacionado ao bem-estar, à felicidade, à realização pessoal, enfim, à qualidade de vida nessa faixa etária (terceira idade).

Como melhorar a qualidade de vida

Para que possamos garantir uma boa qualidade de vida no futuro, devemos começar já a preocuparmo-nos com a manutenção de hábitos saudáveis, a saber: cuidar do corpo, uma alimentação equilibrada, exercício físico, relações saudáveis, ter tempo para realizar atividades de lazer e vários outros hábitos que propiciem à pessoa bem-estar e qualidade de vida.

A promoção da saúde é o processo que visa aumentar a capacidade dos indivíduos para controlarem a sua saúde, no sentido de a melhorar. Para atingir um estado de completo bem-estar físico, mental e social, o indivíduo deve ser capaz de identificar e realizar os seus desejos, satisfazer as suas necessidades e modificar ou adaptar-se ao meio.

Ser saudável é um caminho que se traça diariamente nas mais pequenas escolhas que fazemos. Opte por uma vida mais plena e surpreenda-se com as diferenças que alguns gestos podem fazer.

Ser saudável não se limita àquilo que vemos no nosso corpo. Sentirmo-nos bem e felizes é uma parte importante da saúde e bem-estar e não deve ser descurada.

Encontre tempo para si e para quem gosta, dedique-se a novos hobbies e torne o tempo de lazer tão importante quanto o tempo que passa no trabalho. Alie a saúde à beleza. Embora seja importante gostarmos do nosso reflexo no espelho, é também fundamental não cair em extremismos. Dietas loucas não só podem ser perigosas como também se tornam difíceis de cumprir.

Aprenda a combater o stress. Com isto, ajudará a reduzir os níveis de stress, diminuindo a probabilidade de sofrer de problemas como a hipertensão, alergias, infecções causadas por baixa imunidade, etc para além de melhorar a qualidade de vida.

Vida saudável, promoção da saúde.

Neste artigo mostrámos-lhe tudo sobre qualidade de vida. A redação deste texto sobre qualidade de vida tem como objetivo alertar as pessoas para a importância da adoção de um estilo de vida saudável e a sua implicação na sua qualidade de vida atual e futura.

Se comunga dos nossos valores sobre a importância da promoção de saúde, ajude-nos a passar a mensagem partilhando este texto nas redes sociais.

A saúde coletiva, agradece!

Click Ideal Equilíbrio

 

   

Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
silmara on Bloggersilmara on Facebooksilmara on Googlesilmara on Instagramsilmara on Youtube
silmara

Silmara Regina Carlos – Educadora, Life Coaching ISOR®, Treinamento e desenvolvimento de pessoas. Palestrante abordando os temas: Desenvolvimento Pessoal, Qualidade de Vida e Equilíbrio entre a Vida Pessoal e Profissional. Especialista em Gestão de Pessoas, graduada em Pedagogia, Letras e Coach – Instituto HOLOS – Certificação ICF International Coach Federation.