SANDUÍCHES PODEM SER SAUDÁVEIS E DEVEM SER CONSUMIDOS SEM CULPA

A satisfação ao comer leva à serenidade para pensar na próxima refeição.
Sensação de estômago saciado dura menos com o consumo de gorduras.

Quem se preocupa em emagrecer tende a ter muita culpa quando come um sanduíche. Será que dá para dar um jeito nisso? A nutricionista Fernanda Pisciolaro e a endocrinologista Maria Soledad Goic são as convidadas do Bem Estar desta quinta-feira (8) e vão nos ajudar a entender melhor como podemos aproveitar o melhor dos sanduíches.

Retire a culpa ao comer: é normal não comer direitinho todos os dias. Não se culpe, pense no prazer daquela refeição. A culpa por comer leva a sentimento de frustração, raiva e, por fim, necessidade de recompensa, muitas vezes com mais comida. A satisfação leva à serenidade para pensar na próxima refeição.

Sanduíches são práticos, baratos e é possível aprender alguns truques para que eles façam parte de uma alimentação saudável e possam substituir algumas refeições. Os truques podem estar na bandeja, guardanapo, pote de canudinho ou qualquer elemento da cena lanchonete.

Vamos aprender algumas dicas para o consumo de sanduíches:

1 – Siga a regra do prato saudável. Um alimento construtor (proteína), um alimento energético (carboidratos e gorduras) e um alimento regulador (fonte de fibras, vitaminas e minerais).

2 – Se o sanduíche está pobrinho, opte pela fruta na sobremesa.

3 – Divida com alguém o sanduíche exagerado.

4 – Menos queijo, por favor.

5 – Deixe o sanduíche ser o protagonista e não a batata frita, sobremesa e etc.

A sensação de estômago ocupado (saciedade) dura menos com as gorduras. As fibras são as que mais garantem essa sensação, seguidas pelas proteínas, carboidratos e, por fim, as gorduras. Por isso que, às vezes, ficamos com fome rápido quando comemos um sanduíche com mais gordura do que outros grupos de alimentos, como aquele sanduíche de mortadela ou o cachorro quente. Além disso, muitas vezes não prestamos atenção quando estamos saciados. Só percebemos a sensação de muita fome e de estufamento.

Do G1, em São Paulo – Programa Bem Estar

Edição do dia 08/09/2016

Click Ideal Equilíbrio

 

   

Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
silmara on Bloggersilmara on Facebooksilmara on Googlesilmara on Instagramsilmara on Youtube
silmara

Silmara Regina Carlos – Educadora, Life Coaching ISOR®, Treinamento e desenvolvimento de pessoas. Palestrante abordando os temas: Desenvolvimento Pessoal, Qualidade de Vida e Equilíbrio entre a Vida Pessoal e Profissional. Especialista em Gestão de Pessoas, graduada em Pedagogia, Letras e Coach – Instituto HOLOS – Certificação ICF International Coach Federation.