MARKETING MÉDICO

Ajudamos profissionais da área da saúde

NOSSOS SERVIÇOS

 

 

Estratégia Digital para área da saúde.

Assessoria/Consultoria

Estratégia de Conteúdo

Gerenciamento de Redes Sociais

Criação de Site

Criação de E-books

Inbound Marketing

COMO ATUAMOS

Entenda como nossas funcionalidades vão apoiar o seu negócio

PLANEJAR

Estratégia de Conteúdo Digital personalizada com o seu DNA.

ATRAIR

Atraia visitantes qualificados para o seu site - Otimize o seu site para as ferramentas de busca - Gerencie suas publicações em redes sociais - Crie anúncios no Facebook

CONVERTER

De visitantes para a oportunidade de negócios - Landing Pages, Formulários, Pop-ups

RELACIONAR

Construa relacionamentos com os seus contatos ao longo de todo o processo - Gerenciar e mantenha o histórico completo de contato na base - Criar campanhas de e-mail - Automatizar as ações de nutrição e relacionamento

VENDER

Feche mais vendas - Monitorar as ações dos seus novos contatos e classificá-los, de forma automática, conforme o potencial de compra de cada um deles

ANALISAR

Analise seus resultados, otimize o processo e prove ROI

QUEM SÃO NOSSOS CLIENTES

COMO PODEMOS AJUDAR?

Seu negócio online de forma estruturada e seguindo as regras da CMF para trazer resultados.

Desenhamos sua Estratégia Digital.

VENDA E SERVIÇO ONLINE

Queremos desenhar o seu projeto de negócio ou serviços e colocá-lo para funcionar na prática. Visando encantar, engajar, instruir, clientes e pacientes, sem esquecer de trazer a você o retorno financeiro que tanto merece.

Ações de Marketing

Social Media​​

Ser um social media significa ser responsável por cuidar das mídias sociais de profissionais, empresas ou marcas em geral. É essa pessoa que está sempre criando e acompanhando as estratégias de comunicação nas mídias sociais para aumentar o alcance, engajamento e interesse do público.

Exposição da marca

Levar visitantes qualificados para o seu site todos os dias

Atrair e construir credibilidade

Entregar conhecimento de valor para informar o cliente e gerar confiança

Converter e gerar leads

Guiar e educar o potencial cliente para o processo de compra.

Oferta e venda

Apresentar a sua solução, valorizando todos os diferenciais

Organizar e qualificar

Identificar o que funcionou e melhorar continuamente todo o processo

Mensurar e fidelizar o cliente

Medir os resultados e manter a comunicação com os clientes

Encontrar seu cliente correto

Conectamos você e sua empresa com os clientes corretos.

Estratégia de Conteúdo Personalizada

Desenhada com o seu perfil e a do seu publico alvo.

FAQ

PERGUNTAS FREQUENTES

O Marketing Médico é um tipo de Estratégia voltada especificamente para o segmento da saúde, como forma de promover profissionais da área, serviços e instituições e atrair mais pacientes.

O marketing médico, diferente do que muitos profissionais de saúde pensam, não se resume apenas a propagandas. Ele busca criar um relacionamento duradouro com seu público, criando um valor que será entregue antes, durante e após a consulta.

Oferecer um atendimento humanizado para o paciente é essencial, afinal, não é possível receber indicações e manter retornos sem um bom atendimento. 

Porém, para ter destaque no mercado tão concorrido que é a medicina, é fundamental investir em estratégias de marketing que construam uma marca forte para sua clínica.

 

Já não é novidade que o consumidor atual, devido ao avanço tecnológico, é muito mais exigente e antenado que antigamente. Isso sem falar que, hoje em dia, as pessoas também estão mais preocupadas com a saúde, de forma geral.

Com isso, o Google se tornou a primeira opção na hora de pesquisar sintomas ou procurar especialistas bem avaliados.

 

E isso é bastante positivo para os médicos, pois é uma ótima oportunidade para que esses profissionais consigam atrair mais pacientes e fidelizá-los através de estratégias de marketing bem pensadas.

A tecnologia é o que envolve tudo. Como mencionado no início do artigo, o meio digital é fundamental para atrair novos pacientes e, consequentemente, garantir todos os benefícios do marketing médico para clínicas.

É a tecnologia que vai auxiliar na implementação e desempenho das estratégias, garantindo que performam como o esperado. É exatamente por isso que é importante contar com tecnologias aliadas na rotina e, assim, garantir o desempenho efetivo das campanhas.

Mas não é só isso: ela também está presente do outro lado da tela, para quem está sendo impactado pelo seu marketing. Então, é importante adaptar a tecnologia para cada necessidade.

Investir em campanhas também para o formato mobile é uma excelente alternativa, já que a população usa muito o celular na sua rotina,podendo ser impactada também nesses momentos.

Entretanto, a tecnologia não é apenas útil na hora de lançar as campanhas, mas também no dia a dia das clínicas para que elas funcionem corretamente e tenham capacidade de atender todas as demandas que o marketing médico oferece.

 

Por mais que muitos ainda acreditem que o marketing médico é apenas uma forma de publicidade e autopromoção, a verdade é que sua importância vai muito além disso.

É claro que ter conhecimento, formação, experiência, cuidar da estrutura física da própria clínica e oferecer um atendimento impecável é fundamental.

Mas de que adianta investir pesadamente em cursos, especializações e infraestrutura se a base de clientes e o número de consultas não aumentar?

Essa é a reflexão que você precisa ter em mente para entender melhor o quanto o marketing médico é importante para impulsionar resultados.

Sim, você precisa aprender a fazer marketing.

 

Quando você se preocupa com a  experiência do paciente mesmo antes da marcação da consulta, você se diferencia e tem a chance de ajudar mais pessoas.

Confira a seguir confira os 7 motivos para investir no marketing médico:

  1. Auxilia na atração de novos pacientes: ao investir no marketing médico, você consegue atrair mais pacientes utilizando anúncios, produção de conteúdo em blogs ou redes sociais, agendamento online, entre outros;
  2. Melhora a experiência do paciente: o marketing médico se preocupa com toda a jornada do paciente, desde o agendamento da consulta até o pós-consulta;
  3. Proporciona um consultório diferenciado: o marketing médico pode proporcionar para o seu consultório garantir um posicionamento de destaque no mercado;
  4. Oferece um ótimo custo-benefício: realizar o marketing do seu consultório é um investimento que irá gerar receita e trazer retorno no futuro, como mais consultas, principalmente se você investe em marketing digital. Isso porque o marketing digital permite ações com custo inferior ao das mídias tradicionais, além de ter uma ótima segmentação de público e mensuração de resultados;
  5. Possibilita que você se torne referência em sua área: atualmente, uma das estratégias de marketing mais eficazes é a do inbound marketing, que consiste em criar conteúdos relevantes para o público chegar ao seu produto ou serviço. Dessa forma, todas as pessoas, não só seus pacientes, começam a te ver como uma autoridade na área e a confiar em seu trabalho, mesmo que nunca tenham feito uma consulta com você;
  6. Ajuda na fidelização: o marketing médico também te ajuda a fidelizar os pacientes, e a melhor estratégia para isso é utilizar o e-mail marketing, o qual permite desenvolver uma comunicação automatizada e personalizada;
  7. Faz com que sua produção de conteúdo ajude muitas pessoas: quando você produz conteúdo de valor, está ajudando não apenas seus pacientes, mas todos os usuários da internet.

Limites do marketing médico de acordo com o CFM

É essencial ler o código de ética do CFM e ficar atento ao capítulo que trata sobre marketing. Para iniciar seus estudos, veja quais são as proibições mais importantes do Conselho em relação a propaganda médica:

  • Postar fotos “antes” e “depois” do paciente, mesmo com a autorização dele
  • Deixar de registrar a identificação do médico ou da clínica, como nome completo, número de registro e RQE, caso tenha
  • Divulgar mais de 2 especialidades ao mesmo tempo
  • Garantir resultados
  • Uso de falas sensacionalistas ou expressões como “o melhor equipamento/tratamento”, “resultado garantido”, “o melhor médico da região”

O marketing médico deve definir quem é seu público-alvo, ou seja, quais pacientes ele pretende alcançar (faixa etária, estilo de vida, que tipo de serviço médico procuram etc.) para construir uma estratégia eficiente para divulgar sua clínica ou especialidade.

É importante ainda que a campanha tenha um objetivo, como: atrair o público, fidelizar os pacientes ou ainda se tornar autoridade em relação a determinado assunto da área médica.

Sabemos que a rotina do médico é corrida e ele não pode perder tempo planejando as melhores estratégias. Dessa maneira, é fundamental firmar parcerias com empresas ou profissionais do marketing para conseguir realizar um trabalho de qualidade.

Por fim, é preciso monitorar os resultados obtidos para saber se estão sendo eficazes ou não, o que pode sinalizar a necessidade de mudar de estratégia ou de explorar novos canais.

Mensurar os indicadores de resultados do Marketing Médico é parte importante da estratégia. Para isso, utilizam indicadores médicos. As formas a seguir são as principais, pois permitem a maior percepção sobre o que está dando certo e o que pode ser melhorado no planejamento:

  • Custo de Aquisição do Cliente (CAC);
  • Retorno sobre o Investimento (ROI);
  • Pesquisa de Satisfação do Paciente.

Atualmente, muitos médicos estão se tornando grandes influenciadores digitais, sobretudo quando fazem parcerias com outros influenciadores — sempre lembrando de respeitar a LGPD. Se você acha que tem dom para isso, vale a pena apostar nessa estratégia conhecida como Marketing de Relacionamento para Médicos. Entenda melhor!

Marketing de Influência e parcerias

Monetizar os perfis das redes sociais com muitos seguidores, alguns deles com alto poder de influência, faz com que alguns médicos se tornem grandes referências na web e ganhem dinheiro com isso. Por isso, fazer parte desse time, associando a sua própria imagem a esclarecimentos sobre temas que você domina, é uma forma interessante e crescente de fazer marketing.

Vale a pena, por exemplo, fazer parcerias com outros médicos que já são influenciadores participando das lives deles para se tornar conhecidos e aprender o modo como atuam. Depois, sem ferir o que diz a LGPD e o Manual do CFM, você pode fazer os seus próprios webinars.

Parcerias e convênios com empresas

Os convênios com as empresas fortalecem a relação do médico empreendedor com os pacientes que são conquistados por meio de empresas parceiras. Assim, ao oferecer parcerias com empresas oferecendo convênios para as suas indicações, os pacientes conseguem descontos e gratuidades na utilização dos serviços, ficando satisfeitos com as vantagens exclusivas.

Resumindo, os convênios formados consistem em gerenciar um relacionamento em que todos ganham: o médico empreendedor, o parceiro e o paciente. O Marketing de Relacionamento aumenta as chances de fidelização, reduz custos em marketing e soma esforços para o aproveitamento das oportunidades de cada segmento.

Neste artigo sobre Marketing Médico, você conferiu os principais aspectos relacionados ao assunto, como sua importância, as melhores estratégias de Marketing para Clínicas Médicas, bem como o que diz a legislação com relação ao setor e as informações fundamentais sobre a LGPD no Marketing para Consultório Médico!

Bem, agora que você está pronto para aplicar o marketing médico, deve estar se perguntando:

Por onde começar?

A seguir apresentamos alguns passos básicos de como iniciar sua jornada no marketing médico. Confira!

 

Faça um balanço

Um erro comum ao iniciar uma estratégia de marketing digital é buscar novas práticas antes de colocar a casa em ordem.

No entanto, antes de refletir sobre os objetivos e estratégias é fundamental mapear o que já é sólido na sua clínica. Por exemplo, você está começando sua carreira e ainda não tem um leque consolidado de pacientes ou já tem experiência e solidez?

Você precisa iniciar sua atuação online do zero ou já tem um site e algumas redes sociais? 

Você tem um faturamento estável ou ainda tem um caixa oscilante?

Todos esses fatores são relevantes para as etapas seguintes de definição da estratégia de marketing digital, pois, invariavelmente, vão influenciar suas decisões e a abordagem mais adequada à clínica. 

Conheça seu público-alvo

Além de saber o que você almeja alcançar, é preciso saber quem você almeja alcançar. Quem é o seu público-alvo? Quais são os hábitos, o comportamento, as principais características e necessidades dos seus pacientes? Lembre-se de que um bom marketing deve pensar nos interesses do(s) público(s) que se deseja atingir.

Para compreender qual o seu público-alvo pode ser necessário fazer três avaliações: qual o perfil demográfico majoritário que você atende hoje? Qual o perfil demográfico que você pretende atender no futuro? Quem seriam seus concorrentes diretos nesse objetivo?

Quando o perfil que você já atende também é o perfil que você pretende solidificar, os passos podem ser mais claros, no entanto, não é incomum que haja uma diferença entre o que a clínica faz hoje e o que se planeja para ela no futuro.

A terceira questão é importante, pois permite que você mapeie como e com quem seus concorrentes se comunicam, buscando seu próprio espaço, linguagem e diferencial. 

Defina seus objetivos

O passo seguinte no planejamento de marketing médico é identificar suas metas. Você quer conquistar mais pacientes?

Fidelizar e manter os atuais? Melhorar a experiência proporcionada? Ou seu foco é se tornar autoridade e referência na sua área?

Conhecer o seu propósito é essencial para elaborar um plano de marketing com as estratégias mais adequadas e deve ser alinhado também com o que você descobriu sobre seu público-alvo.

Plano de marketing médico

Conhecendo o seu cenário, público e objetivos é possível conhecer os próximos passos e definir, traçar e planejar a estratégia de marketing ideal para o seu caso.

O plano de marketing é, basicamente, um documento que revela onde você está e aonde você quer chegar e quais os passos necessários para isso.

Dessa forma, o plano de marketing funciona como um guia de todas as práticas que serão adotadas, sendo importante estabelecer algumas diretrizes básicas, como:

  • Definição do público-alvo, objetivos e estratégias;
  • Cronograma de execução com os prazos e metas intermediárias e finais;
  • Operacionalização de cada estratégia de marketing adotada;
  • Linguagem e tom adotados (acessível/amigável/científico), valores da clínica e até mesmo identidade visual;
  • Métricas de monitoramento dos resultados parciais e finais, viabilizando conhecer a evolução das estratégias;
  • Tecnologias usadas, como  software de gestão para coletar e analisar dados do perfil demográfico e comportamental dos pacientes, ou um software de e-mail marketing etc.

O plano de marketing é importante para que todas as estratégias e ações definidas estejam alinhadas e contribuem para alcançar os objetivos estabelecidos, evitando desvios de foco, propósito ou mesmo orçamento.

O marketing médico pode ser feito de maneira offline ou digital.

O primeiro é aquele feito em jornais, revistas, rádio, TV, outdoors, entre outros meios não online. Apesar de válido e interessante, ele tem algumas desvantagens, como alto custo e dificuldade de segmentação do público.

Já o marketing digital tem melhor custo-benefício, maior alcance de leads qualificados (potenciais pacientes) e melhores taxas de retorno. Confira abaixo as principais estratégias disponíveis!

 

Site otimizado

Um site bem projetado, responsivo, com a identidade visual bem-feita e pensada para converter pacientes funciona como um eficiente cartão de visitas, além de proporcionar uma boa experiência ao visitante e contribuir positivamente para ranquear bem nos mecanismos de busca.

É preciso avaliar, entretanto, se a clínica já tem um site antigo que pode ser otimizado ou se é necessário construir do zero para garantir qualidade e alinhamento com os objetivos estabelecidos. 

SEO

O SEO – Search Engine Optimization – traduzido como Otimização para mecanismos de busca inclui uma série de práticas no site e fora dele para mostrar aos mecanismos de busca a relevância do site para pesquisas realizadas.

Com o SEO de qualidade é possível alcançar um bom posicionamento orgânico nos mecanismo de busca, o que é fundamental para que mais usuários encontrem o site e enxerguem relevância no que a marca tem a mostrar.

Atendimento online

Agendamento de consulta pelo site e atendimento por WhatsApp são algumas opções para garantir agilidade quando o paciente entra em contato e proporcionar uma melhor experiência ao público.

Atualmente, com a telemedicina é possível desenhar uma estratégia de atendimento online alinhada com as diretrizes do CFM e também com as boas práticas do marketing.

Marketing de conteúdo

Oferecer conteúdo relevante para os seus pacientes, com informações sobre saúde, autocuidado e conhecimentos científicos traduzidos de forma acessível, é uma das estratégias com melhor retorno sobre investimento e mais eficazes para fazer um marketing ético e responsável.

O marketing de conteúdo contribui diretamente com a estratégia de SEO, uma vez que são os materiais ricos e informativos do site que mostram a relevância da página para os buscadores.

Essa é uma estratégia de longo prazo, mas que ajuda muito quando um dos seus objetivos for geração ou aumento de autoridade nos meios digitais.

Redes sociais

O posicionamento nas redes sociais também torna-se cada vez mais central entre as estratégias de marketing médico, lembrando-se da importância de gerar valor ser fazer autopromoção ou expor pacientes.

As redes sociais funcionam como canais relevantes no relacionamento com o paciente, estreitando a relação com conteúdos informativos e atraentes e também comunicando os serviços em tom prestativo, interativo e útil.

Google Ads

Os anúncios no Google colocam o seu site no topo das pesquisas de busca, divulgando o conteúdo para as pessoas certas, isto é, aquelas que realmente têm interesse no seu serviço.

Essa é a estratégia de curto prazo que existe nos dias de hoje quando seu objetivo for geração de pacientes. Ela possui um custo maior que as outras, porém o resultado chega mais rápido* (o resultado varia de acordo com sua especialidade, localização, ticket médio, etc)

Jornada do paciente

A jornada do paciente consiste em uma estratégia que visa estruturar, visualmente, qual o processo de descoberta dos seus pacientes, contribuindo na decisão sobre conteúdos publicados e temas abordados nos canais da clínica.

Na saúde é comum que os pacientes estejam em busca de informações sobre sintomas que estejam sentindo, doenças diagnosticadas ou sob suspeita, tratamentos disponíveis, mas também sobre qualidade de vida, bem-estar e outros.

Ao entender essas diferentes etapas da jornada do paciente, a clínica fornece um conteúdo de maior qualidade e relevância para seu público.

No plano de marketing essas diferentes estratégias e ações são consideradas de acordo com a necessidade atual, sendo fundamental personalizar para atender a realidade específica de sua clínica ou consultório!

Para isso, é fundamental fazer um estudo aprofundado dos seus objetivos e também uma boa análise de mercado. Portanto, mais uma recomendação que damos é que você considere uma parceria com profissionais especializados em marketing médico.

Como visto, a construção do plano de marketing vai além de apenas entender quais elementos integram esse documento, devendo ser baseada em decisões estratégias para permitir que a clínica alcance seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Uma forma de buscar esses resultados é pela abordagem de “tentativa e erro”, realizada por profissionais interessados, mas que não são especialistas em marketing ou, mais especificamente, em marketing médico.

No entanto, essa abordagem comum apresenta uma série de limitações como resultados escassos, baixa confiabilidade no processo, desperdícios orçamentários, comprometimento da experiência do paciente, período de tempo maior para solidez da atuação online e riscos éticos e legais frente ao CFM.

Uma agência especialista em marketing médico, por sua vez, já tem experiência nesse segmento, entendendo suas regras e diretrizes e também reconhecendo quais as práticas mais eficazes e com melhor retorno.

  • Conhecimento de mercado: a experiência no segmento garante que a agência já tem processos estabelecidos para mapear a concorrência, identificar o perfil do público-alvo e adequar às estratégias do marketing digital às exigências e particularidades da área médica;
  • Profissionais qualificados: além de contar com suporte de analistas de marketing especializados, por meio da agência a clínica terá acesso a um gama multidisciplinar incluindo especialistas em programação, design, redação, publicidade e outros;
  • Processos otimizados: um dos desafios na estruturação do plano de marketing é consolidar os processos de definição do cronograma, execução, revisão e outros. As agências já têm essas etapas otimizadas, o que reduz a ocorrência de falhas ou atrasos na execução que comprometem os resultados;
  • Personalização das estratégias: são diversas estratégias de marketing, mas a execução de cada uma vai depender especificamente do público-alvo e objetivos da clínica. Entendendo essas particularidades, a agência especializada garante uma estratégia personalizada, o que reduz a distância entre onde a clínica está e aonde se pretende chegar;
  • Ferramentas: para otimizar as práticas de marketing
  • diversas ferramentas são usadas para automatizar processos, sendo que a agência já assina e opera tais soluções, evitando gastos demasiados por parte da clínica;
  • Feedbacks: com práticas consolidadas de monitoramento dos resultados de marketing digital, a agência promove feedbacks periódicos e ajustes à estratégia conforme as métricas indiquem quais as melhores práticas para a clínica, viabilizando uma evolução constante do plano de marketing.

Portanto, uma agência qualificada tem expertise para definir e aplicar as estratégias mais adequadas aos seus objetivos, metas, necessidades e expectativas, bem como as ferramentas ideais e o tempo necessário para se dedicar exclusivamente a isso, enquanto você se dedica a seus pacientes.

Contar com parceiros capacitados por trás do seu marketing médico pode ser o diferencial para levar a sua instituição de saúde a um novo patamar.

Seu nome;

  • Seu número no Conselho Regional de Medicina, com o estado da Federação no qual foi inscrito e;
  • Registro de Qualificação de Especialista (RQE) quando anunciar a especialidade. Lembrando que de acordo com o decreto lei 4.113/42, o médico pode anunciar até 2 RQE’s, mais do que isso é proibido.
  • Nos anúncios de estabelecimentos de saúde, devem constar o nome e o CRM do diretor técnico.

Dica:

Se você médico possui uma especialidade pouco conhecida ou então que o nome acaba por dificultar o entendimento pela sociedade, é perfeitamente possível a divulgação que é especialista ou que cuida de determinados tipos de órgãos ou doenças, para que a comunicação seja ainda mais clara.

Exemplo, ao invés de falar que é cardiologista, especialista em coração.

Podem sim ser homenageados por instituições acadêmicas, por órgãos públicos e por associações médicas. O que não pode é a participação em eventos e concursos cuja finalidade seja escolher, por exemplo: o melhor médico, o médico do ano, a melhor clínica. Isso não é permitido.

Podem sim, sempre manter o respeito pela sociedade e o sigilo dos pacientes. Em momento algum pode ter a divulgação de fotos de pacientes no centro cirúrgico, por exemplo, mesmo que seja apenas parte do corpo. Não pode. 

Deu para perceber que este assunto é um pouquinho delicado, não é mesmo? Se você ficou com alguma dúvida ou tem alguma pergunta para acrescentar neste rol, coloque abaixo nos comentários que vou ter o prazer de responder para você!

Utilizar uma estratégia de marketing para a sua clínica é essencial para obter ainda mais sucesso. Por isso, é importante conhecer alguns termos da área:

Marketing digital: o conjunto de ações que uma empresa ou indivíduo pode fazer para divulgar seus produtos ou serviços na internet;

  • Inbound marketing: estratégia de marketing utilizada para atrair, captar e manter o cliente encantado com uma empresa por meio da produção de conteúdo relevante e que traga valor para ele;
  • Marketing de conteúdo: produção de conteúdo (eBooks, vídeos e artigos) para conquistar ou manter os clientes informados e engajados sobre o seu ramo de atuação ou com os serviços que você presta;
  • Persona: nome dado ao perfil de cliente ideal que a empresa tem ou quer ter. Nos estudos de persona, consideram-se os gostos pessoais, os problemas que um serviço deve resolver para ela e o que ela mais valoriza na hora de comprar ou contratar algo;
  • Lead: são pessoas que já demonstraram algum tipo de interesse pelos serviços de uma empresa e deixaram algum tipo de contato. Um lead é alguém que normalmente está em vias de se tornar um cliente de uma empresa;
  • CRM (Customer Relationship Management): é o setor ou as ações que devem ser tomadas para manter o relacionamento com os clientes no melhor nível possível. Envolve a realização de verificações periódicas sobre o grau de satisfação e sobre o que pode ser alterado para melhorar a jornada do cliente;
  • CAC (Custo de Aquisição do Cliente): O CAC é uma das métricas mais importantes para um time de vendas. Ele avalia qual é o custo financeiro para que um lead possa ser convertido em um cliente. O CAC pode ser uma métrica tanto para abordagens presenciais quanto online (custos com tráfego pago, por exemplo);
  • ROI (retorno sobre investimento): métrica utilizada para avaliar se uma estratégia de marketing foi lucrativa ou não. Avalia a diferença entre o faturamento e o investimento em marketing. Quando o valor é superior a 1, o investimento em marketing se paga pela venda do produto ou serviço;
  • SEO (Search Engine Optimization): estratégia adotada principalmente em marketing de conteúdo. Ao produzir conteúdos para plataformas como o Youtube ou o Google, os responsáveis pelo marketing devem ficar atentos a algumas  diretrizes que fazem este conteúdo ser mais fácil de ser encontrado de maneira orgânica. A esses conteúdos, dá-se o nome de conteúdo otimizado para SEO;
  • Big Data: o big data é o conceito que permite aos profissionais de qualquer área ter acesso aos principais dados e métricas sobre os seus serviços ou ramo de atuação. Esse conceito estuda como os dados devem ser captados, tratados e analisados para a melhor tomada de decisão num negócio;
  • Branding: é a forma que as empresas têm de gerir as suas marcas para obter retorno financeiro e demonstrar propósito em suas ações e atitudes. No branding, além de ter um nome ou uma logo que marca, é fundamental que a empresa demonstre os seus valores de forma alinhada com a sua persona ou público-alvo.

Reserve um minuto para nos conhecer

Entre em contato e vamos marcar uma reunião?

Visitas: 1.377

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.

Abrir bate-papo
1
Posso ajudar?