ALIMENTOS CALMANTES – NUTRIÇÃO E SAÚDE

Os alimentos calmantes, ajudam a pessoa a conquistar uma alimentação saudável e equilibrada.
Uma das causas de mau humor, nervoso, irritabilidade, entre outras é a fome, ou seja, uma sensação estressante ao organismo, ao qual não fomos programados para ter.  Sendo assim, o ato de nos alimentarmos já promove um bem estar, um conforto, um prazer e comprovadamente dependendo de qual alimento consumimos também podemos ter uma ação calmante e relaxante.
Principalmente se estes alimentos forem fontes destes nutrientes:
BIOTINA: é uma vitamina hidrossolúvel (Vit. H) que faz parte do complexo B, bastante estável aos processos de cozimento e industrialização alimentar, porém suscetível à oxidação. Esta é parte essencial em várias reações do nosso organismo, sobretudo no metabolismo de carboidratos e proteínas. Além disso, ela ajuda bastante o sistema neurológico a funcionar melhor fortalecendo a capacidade neuronal. Há estudos que demonstram sua função importante no tratamento de Alzheimer.
Fontes: gema de ovo, fígado, soja, banana.
LACTUCINA: é uma substância calmante presente, principalmente na alface. Ela é semelhante ao ópio.
TRIPTOFANO: O triptofano é um aminoácido essencial. Devemos então ingerir este na dieta para manter o equilíbrio do corpo. Dentre as funções mais importantes do triptofano devemos destacar a produção de serotonina. A serotonina é produzida, principalmente com a ingesta de carboidratos, pois o carboidrato estimula a passagem do triptofano, diminuindo a ansiedade e promovendo a sensação de bem estar. A serotonina é uma substância do sistema nervoso que transmite mensagens entre células, podendo ser, também, considerada o “prozac” natural do ser humano, uma vez que é responsável pelo sentimento de bem-estar e atua diretamente no humor.
Fontes: banana, cacau, peixes, aves, cereais integrais, castanha do Pará, semente de abóbora, ervilhas, figo, iogurte natural, aveia.

Vitamina B9 – Ácido Fólico

ÁCIDO FÓLICO: proporciona o equilíbrio das funções cerebrais, saúde mental e emocional, por seu envolvimento na formação de tetrahidrobiopterina, que atua como coenzima na síntese de neurotransmissores.
Acido fólico + vitamina B6 + magnésio = síntese de triptofano
Porque possuem substâncias e vitaminas que atuam de forma eficiente no nosso sistema nervoso central fazendo com que nossos níveis de estresse e agitação se equilibrem. Claro que a simples ingestão do alimento pode não fazer qualquer efeito caso a pessoa esteja cercada de comportamentos estressantes, agitados. A alimentação é apenas um fator que pode auxiliar (bastante) para acalmar.
O triptofano é um dos principais aminoácidos percursor da serotonina que é responsável pela sensação de bem-estar. Fonte: banana, cacau, peixes, aves, cereais integrais, castanha do Pará, semente de abóbora, ervilhas, figo, iogurte natural, aveia.
As vitaminas do complexo B também são importantes ao funcionamento adequado do sistema nervoso e nos ajuda a lidar com o estresse. Fonte: carnes magras como peixes aves e carne vermelha, leguminosas, oleaginosas.
O magnésio também é um mineral que ajuda no relaxamento muscular e nervoso além de atuar no metabolismo dos ácidos graxos. Fonte: castanha do Pará, leguminosas, cereais integrais, vegetais verdes escuros.
O selênio também é outro mineral que ajuda bastante na conversão do triptofano em serotonina, e assim, acalma e melhora o humor. Fonte: castanha do Pará, carnes peixes e ovos.
A lactucina é uma substância que, presente principalmente na alface, pode ajudar a induzir o sono e a relaxar. Fonte: alface.
Os ácidos graxos são essenciais para a química cerebral e para os neurotransmissores que estão envolvidos no processo de modulação do estresse. Fonte: linhaça, oleaginosas, salmão, azeite de oliva, peixes de água fria.
As quantidades devem ser calculadas mediante as necessidades individuais, devem ser consumidas com freqüência e inseridos em uma alimentação saudável.
Como já dito, não basta só ingerir o alimento. A tranquilidade e a calma vem de dentro para fora principalmente e depende de uma série de outros fatores, além da alimentação. Caso a pessoa consuma todos os alimentos acima indicados mas continue sem controlar sua ansiedade, seu estresse, seus comportamentos e estilo de vida, em nada irá adiantar. A alimentação pode auxiliar bastante, mas sozinha não faz milagres!!!
(Fonte: Dra. Gillian McKeith, A Bíblia da Alimentação Saudável, Ed.Alegro, 2009)
CRÉDITO:
Dra. Juliana Rossi Di Croce – Nutricionista (CRN 40228)
Clínica Equilibrio Nutricional
Tel.:(11) 2672-7300 | WhatsApp (11) 97334-9847
E-mail: [email protected]
Site: www.equilibrionutricional.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Open chat
1
Posso ajudar?
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On Instagram